Close

UM CORAÇÃO ENSINÁVEL!

Então Jesus lhes disse: “Ainda esta noite todos vocês me abandonarão. Pois está escrito: ‘Ferirei o pastor, e as ovelhas do rebanho serão dispersas’.
Mas, depois de ressuscitar, irei adiante de vocês para a Galiléia”.
Pedro respondeu: “Ainda que todos te abandonem, eu nunca te abandonarei! ”
Respondeu Jesus: “Asseguro-lhe que ainda esta noite, antes que o galo cante, três vezes você me negará”.
Mas Pedro declarou: “Mesmo que seja preciso que eu morra contigo, nunca te negarei”. E todos os outros discípulos disseram o mesmo.

Mateus 26:31-35

Que declaração de amor!
Que consciência de aliança!
Que desprendimento da própria vida!

Tudo isso seria verdade e impressionante se Pedro não estivesse contrariando um aviso do próprio Jesus.
Jesus o conhecia muito bem e sabia o que estava falando. A verdade é que Ele nem os está reprovando por isso, mas apenas testificando a respeito do que já estava escrito. Mas isto não foi suficiente para chamar a atenção de Pedro e o levar a considerar tal alerta. Por quê? Podemos responder a esta pergunta com outras perguntas?

1- Quem falava mais alto ao coração de Pedro: Jesus ou o ego de Pedro?
2- A declaração de Pedro é baseada em seu amor por Jesus ou em seu amor por sua própria imagem?
3- Pedro deveria apenas ter aceitado a afirmação de Jesus?

A verdade é que Pedro ainda precisava aprender a dar a gravidade e o peso devido às palavras de Jesus e não permitir que seu coração o enganasse. Era muito, para ele, ter que admitir que seria capaz de negar a Jesus, afinal, que tipo de discípulo ele seria?
Lógico que não seria o caso de Pedro aceitar passivamente a afirmação de Jesus, mas se ele estava diante do mestre, por que não perguntar: Tem algo que eu possa fazer para que eu não te negue?

Podemos concluir que o que Jesus espera de nós não é necessariamente um coração avassaladoramente fiel, mas um coração constantemente ensinável.

A falta desse coração ensinável em Pedro resultou no que nós já sabemos, ele nega a Jesus!

Agora, podemos olhar para nós? Temos apresentado a Jesus um coração ensinável? Nossos ouvidos estão inclinados a aprender com o que ouvimos? A afirmação de Jesus pode ter parecido absurda, mas um coração ensinável nunca vai resistir antes de considerar.

Agora é entre você e Ele, conversem.

Cristiano Caracek

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *