beauty-of-sadness-describes-it-all-1513941

O jogo Baleia Azul vem causando preocupação. Segundo as notícias, os responsáveis pelo jogo propõem 50 desafios para os adolescentes, entre eles assistir filmes de terror, auto mutilar-se, ouvir músicas depressivas, “desenhar” uma baleia em seu antebraço com uma lâmina e por último suicidar-se. Há certa confusão sobre a origem do nome, mas acredita-se que seja uma referência a um comportamento de certas baleias azuis, que aparecem em praias e morrem encalhadas.

Possivelmente tudo isso foi um fake news, ou seja, uma notícia falsa. Algo que começou sendo divulgado na Rússia em 2015 e se espalhou pelo mundo. O problema é que a falsa notícia foi se alastrando e contagiando adolescentes a auto mutilar-se. Algo como uma lenda urbana que vai ganhando curiosidade, fama e adeptos.

Jogos suicidas

Os Jogos suicidas têm despertado o interesse dessa geração como no caso do choking game, também chamado de jogo da asfixia. O desafio consiste em ficar sem respirar até desmaiar. Isto tudo acontece em um ambiente virtual e ganha o jogador que aguentar ficar mais tempo sem ar. O jogo é estimulado entre a moçada pois gera uma breve euforia comparada a experiência do uso de drogas, quando o cérebro entra em colapso sem receber oxigênio e logo retorna para seu estado normal.

Quem são seus ídolos no YouTube?

Quem você segue na grande rede? As vezes você pode estar recebendo tanta informação desnecessária e modismos passageiros, que em nada contribui para a tomada de decisões corretas. É tempo de selecionar as influências que recebemos. Quer uma dica? Seja um leitor voraz da Sagrada Escritura e siga pessoas que podem te levar a ter um relacionamento verdadeiro com Jesus!

Eu sou invencível

Um dos perigos na adolescência é achar que é invencível. Se engana quando pensa que na vida nunca vai adoecer, nunca sofrer um acidente e nunca morrer. Frases como: “Eu sei”, “eu consigo”, “eu posso” e “eu faço” são comuns de serem ouvidas. Não quero bloquear a ousadia e a autonomia tão comum e necessária nesta fase, mas é preciso estar alerta que a vida não é uma história em quadrinhos e que nem sempre se tem um final feliz.

Revolução Tecnológica

Passamos por três revoluções na história da humanidade: a agrícola, a industrial e agora a tecnológica. A tecnologia está aí e veio para ficar. Não tem como negar sua utilidade nem seu poder na boa utilização e como isso nos causa bem estar. Por exemplo, antigamente para conversar com alguém do outro lado do mundo era praticamente impossível. Hoje podemos ouvir a voz, ver o rosto e tudo isto por um custo praticamente mínimo.

Temos a internet do bem, como citamos acima e também a internet do mal. Infelizmente, essa era digital está trazendo muitos prejuízos, como por exemplo jogos suicidas. É comum vermos muitos Teens dependentes dos celulares, tablets e computadores. O dia inteiro passam com os olhos nos seus aparelhos eletrônicos. Os pais descansam tranquilos na confiança de que estão a salvos da marginalidade que ocorre nas ruas, como se estivessem seguros trancados dentro do quarto. Só que não!

Hoje a internet é um mundo de possibilidades e riscos. Tudo de bom e de ruim acontece nesta rede. Prostituição, pedofilia, pornografia, tráfico, suicídio, traições, etc. Temos que saber usar tudo com equilíbrio e santidade. É bom lembrar que um dos frutos do Espírito Santo é o domínio próprio (Gálatas 5.22).

Se você já sentiu seu telefone vibrar, e pegando-o descobriu que não estava vibrando, saiba que não é o único. A sensação é tão comum que já chamou a atenção dos médicos. As pessoas incomodadas com isso revelam sintomas de dependência e é sinal de que pode estar na hora de se desconectar um pouco.

Decida se aproximar da sua família

Muitos filhos passam o dia trancados dentro de seus quartos com seus fones de ouvido. Sei que muitos pais estão os empurrando para esse ambiente virtual quando só pensam em trabalhar e esquecem de que são os primeiros responsáveis para reacender a relação familiar. Por outro lado, há pais que estão buscando recuperar o tempo perdido e tem investido neste relacionamento com seus filhos.

Filho, será que não é hora de você tomar a iniciativa? Não é hora de parar de procurar culpados e dar um passo para a mudança? Renato Russo cantava: “Você diz que seus pais não te entendem, mas você não entende os seus pais. Você culpa seus pais por tudo, isso é absurdo. São crianças como você. O que você vai ser quando você crescer. É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanha” (Pais e Filhos).

Convide seus pais para jogos de tabuleiro. Esteja aberto para conversas a mesa nas refeições. Deixe seu celular no quarto durante este tempo, acredite ele não vai fugir!

Você tem valor para Deus

Talvez muitos fazem automutilações por sentirem um vazio tão grande no peito e por não saberem como expressar sua dor, se cortam. Um dos diagnósticos do problema pode ser a falta de amor. Neste sentido quero afirmar que você tem valor para Deus!

O salmo 139 nos fala do amor do Pai celestial e da sua identidade como filho de Deus. Temos algumas coisas importantes para destacar aqui:

1 – Foi Deus quem te criou: “Pois tu formaste o meu interior” (Salmo 139.13a). Muito antes de ser concebido por seus pais, você foi concebido na mente de Deus. Ele pensou em você primeiro. Você não está respirando neste exato momento por acaso, sorte, destino ou coin­cidência. Você está vivo porque Deus quis criá-lo. Muitos vivem o drama do abandono quando descobrem que são filhos adotivos. Quero dizer baseado na palavra de Deus que seu nascimento não foi um erro ou um infortúnio, e sua vida não é um acaso da natureza. Seus pais podem não tê-lo planejado, mas Deus certamente o fez. Deus não ficou nem um pouco surpreso com seu nascimento. Aliás, ele o aguardava. Mesmo que você não tenha sido planejado por seus pais, você não foi um imprevisto para Deus.

2 – Foi Deus quem te formou: “Tu me teceste no seio de minha mãe” (Salmo 139.13b). O salmista via Deus no “costurar” dentro do ventre de sua mãe. Faltando-lhe conhecimento cientifico e falando como poeta, o autor usou a figura de uma mulher costurando uma peça de tecido. Tal como uma mulher é habilidosa no trabalho de costura, assim também Deus é habilidoso em costurar nossas vidas.

3 – Deus já planejou seu futuro:  “Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda” (Salmo 139.16).  A sua vida está escrita no livro de Deus. Deus determinou cada pequeno detalhe de seu corpo. Ele escolheu sua raça, a cor de sua pele, seu cabelo e todas as outras características. Ele fez seu corpo sob medida, exa­tamente do jeito que queria.

Você pode ter certeza que Deus tem um grande propósito em sua vida. Leia em voz alto o versículo: “Senhor, tu me sondas e me conheces” (Salmo 139.1).

Qual a cor da sua família?

Para concluir, afirmamos que a questão não é o jogo “Baleia Azul”. Pode vir a “Girafa Amarela”, o “Elefante Roxo”, o “Macaco Vermelho”. O que está de fato faltando é a “cor” nas famílias. As famílias estão “cinzas” demais. Estão sem vida, sem comunicação, sem amizade e sem relacionamento. Tome a decisão de “colorir” seu lar! Deus ficará feliz com sua iniciativa :)

Aceita um desafio?

Desafio da “caixinha do celular”. A caixinha do celular nada mais é que uma caixa de sapato onde são colocados os aparelhos dos membros da família quando estes fazem as refeições. Quem topa este desafio?

Sou pastor na Igreja Presbiteriana Independente na cidade de Rondonópolis MT e psicólogo de formação. Acredito muito nos adolescentes e sei do potencial que essa galera tem para transformar o mundo! Tenho 34 anos e amo esportes. No momento jogando vôlei e academia para fortalecimento e evitar lesões. Sou casado com a Bel e pai do Samuel. Gosto de comer de tudo, mas uma carne assada sempre me faz mais feliz!

Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *